http://paidoamor.com
Publicado Dez 14, 2023
Transferências 66

Outras línguas

عربى Cebuan English Français Deutsch Kiswahili Wikang Tagalog

Tudo o que pensavas que sabias sobre o evangelho está prestes a ser virado do avesso!

A Teoria da Substituição Penal é a forma mais popular de explicar o evangelho nos círculos cristãos. Ela ensina que "Deus não está disposto ou simplesmente não é capaz de perdoar o pecado sem primeiro exigir uma compensação por ele" (Wikipedia).

Para resolver este problema, um popular site cristão chamado gotquestions.org explica: "O sacrifício de Jesus na cruz toma o nosso lugar do castigo que deveríamos sofrer pelos nossos pecados. Como resultado, a justiça de Deus é satisfeita, e aqueles que aceitam Cristo podem ser perdoados e reconciliados com Deus."

Outro teólogo famoso, John MacArthur, acrescenta: "A realidade da morte vicária e substitutiva de Cristo em nosso favor é o coração do evangelho segundo Deus ... Devemos lembrar, no entanto, que o pecado não matou Jesus; Deus o fez. A morte do servo sofredor foi nada menos do que um castigo administrado por Deus, pelos pecados que outros tinham cometido. É isso que queremos dizer quando falamos de expiação penal substitutiva... Ele satisfez plenamente a justiça e eliminou para sempre o nosso pecado através da morte do seu Filho."

E Jon Bloom, do site desiringgod.org, escreve: "Jesus foi, em primeiro lugar, o objecto da ira do Pai - a ira mais justa, mais correcta e mais terrível que existe".

Mas será este realmente o evangelho do reino que Jesus veio demonstrar? Será que Jesus veio realmente satisfazer a justiça e a ira de Deus, para nos salvar de sermos mortos pelo nosso Pai celestial? Teremos sido enganados por Satanás e outros, induzindo-nos a culpar Deus pelo assassinato de Jesus, a fim de suprimir a nossa própria ira e inimizade (hostilidade) contra Deus, libertar-nos da nossa própria consciência culpada e satisfazer o nosso próprio sentido de justiça?